domingo, 28 de outubro de 2007

Resumo do Livro: Em Busca de Sentido


Em busca de sentido
Autor: Viktor Frankl

Por: Mara Rúbia (Marab_Arulla) e Gilberto
28/10/2007

Viktor Frankl, psiquiatra e neurologista do século XX dedicado especialmente aos males da depressão e suicídio de jovens, foi também um filósofo extremamente inteligente e sensível às grandes enfermidades de nosso tempo: as crises existenciais provocadas pela falta de valores e de sentido da vida.
Frankl comprovou mediante a prática médica que a raiz de grande parte da angústia que afetam o homem atual tem sua raiz no aspecto psicológico e no filosófico. Os resultados de suas investigações demostram que a maioria dos pacientes que chegavam a seu consultório alegavam uma mesma preocupação: o sentido de sua existência. Isso causava muitas enfermidades psicossomáticas. Estes depoimentos o permitiram advertir para a necessidade de aplicar a filosofia como um método de cura científica.
Em busca de sentido, é uma obra que comove pelas observações e vivência pessoal onde Frankl se viu como seu próprio objeto de estudo psicológico e científico, aplicando a sua pessoa o princípio da logoterapia, um procedimento terapêutico cuja finalidade consiste em ajudar o homem a recuperar o sentido de sua vida e suportar as difíceis provas de sua existência.
Esta obra é o testemunho de vida de uma vítima do holocausto, de que se pode aprender muito a respeito da liberdade humana e transcender as mais terríveis dificuldades. Durante seu cativeiro, Frankl pode comprovar que os prisioneiros não viam nenhum sentido em sua vida devido a perda da fé no futuro. Estes eram os que estavam verdadeiramente condenados ao aniquilamento físico e mental e que renunciando a liberdade, se entregam a seu destino abandonando a luta pela sobrevivência. “Do homem se pode tirar tudo, exceto a ultima das liberdades humanas, a eleição de atitudes pessoais entre um conjunto de circunstâncias para decidir seu próprio caminho”.
Frankl embasa-se em seu próprio âmbito cientifico e recorre a resgatar os aspectos mais positivos do existencialismo. Sua filosofia sustenta que por mais que haja qualquer tipo de condicionamento e diferenças físicas, psicológicas e sociais que caracterizam as pessoas, existe uma fundamental dimensão comum entre todos os seres humanos: sua dimensão espiritual; a qual tende por natureza a buscar sempre, fora de si, um motivo ou razão para sua existência. Quando o homem não consegue descobrir o sentido de sua vida, sustenta Frankl, desencadeia-se uma crise em sua dimensão espiritual, que se manifesta com o vazio, angústia, frustração e abandono. É graças à liberdade é que o homem tem a possibilidade e a capacidade de auto-transcender-se, de sair de si mesmo para enfrentar-se tanto em seu mundo exterior como eu seu mundo interior e encontrar uma meta para sobreviver, uma causa, uma tarefa ou uma pessoa que dê a sua vida um por que, para que e o para quem viver. Mais que uma novela, Em Busca de Sentido é um estimulo que ajuda o homem a recuperar o equilíbrio interior e redirecionar sua visão com relação as suas realizações com um ser mais humano e espiritual.
A vida só tem sentido se vivida com a certeza de que nada e ninguém podem obrigar o homem a perder sua dignidade nem despojá-lo de sua liberdade e sua convicção de que somente assumindo as responsabilidades acerca de si mesmo, pode construir uma vida firme, significativa e coerente.

2 comentários:

Anônimo disse...

boa noite!!!!! Mara rubia, gostaria de parabenizar pois o site esta realmente ficando muito bom, será um dos meus favoritos, bastante criativo e dinamico.
parabensss

Pensamentos disse...

Os homesn podem nos tirar tudo, memos a nossa dignidade e nosso pensamento...